Actas do IX Congresso da Associação Internacional de Lusitanistas: Lusofonia: Tempo de Reciprocidades : Universidade da Madeira: 4 a 9 de Agosto de 2008

Autores

AIL PRESS

Sinopse

Esta publicação em papel é, em si mesma, a prova do sucesso alcançado com o contributo de quantos nela participam. Torna-se um meio físico que dá espaço à expressão dos lusitanistas que vão tecendo laços de reciprocidades e mantendo uma rede de contactos profissionais, por vezes, pessoais, favorecidos pela nossa AIL. Figura, nos dois volumes, uma centena de artigos, organizada e seleccionada pelos membros da Organização, reagrupada em três áreas de estudo que congregam os temas do Congresso. Assim sendo, para a área da Linguística (Língua portuguesa: migrações e trânsito, Uma língua, várias culturas: transposições e localizações), trabalharam Helena Rebelo e Thierry Proença dos Santos, para a da Literatura (Cartografias das diferenças, Ilhas e continentes: reciprocidades e Varia), Ana Isabel Moniz, Fernando Figueiredo e Maria Teresa Nascimento e, para a da Cultura (Discurso artístico e modernidades, Efemérides, Património cultural e (re)edificação nacional), Ana Margarida Falcão, Leonor Coelho e Paulo Miguel Rodrigues. A compilação dos textos por áreas cientificamente distintas e a sua disposição por ordem alfabética, a partir dos primeiros nomes dos autores, pretendem facilitar a consulta e agilizar a leitura. A acompanhar a publicação em papel encontra-se um DVD com fotografias tiradas durante as actividades do IX Congresso. Esta pareceu ser a forma mais adequada de as disponibilizar. Por um lado, servirão de recordação viva aos congressistas e, por outro, julgamos que darão vontade de participar em futuros encontros aos interessados em ler ou consultar estas actas. Optámos, também, por colocar neste DVD uma versão digital dos volumes das Actas. O formato digital permitirá, a quem o desejar, outro tipo de acesso ao material editado.

(Em jeito de prefácio)
Helena Rebelo
Coordenadora da Organização do IX Congresso da AIL

Autor: CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE LUSITANISTAS, 9, Funchal, 2008
Título: Lusofonia : tempo de reciprocidades : actas / IX Congresso da Associação Internacional de Lusitanistas, Madeira, 4 a 9 de Agosto de 2008 ; coord. Helena Rebelo
Publicação: Porto : Afrontamento, 2011
Descrição física: 2 v. ; 24 cm + 1 CD
Colecção: (Textos ; 88)
Descrição: Vol. 1 : Linguística. - 504 p., Vol. 2 : Cultura. - 526 p.
ISBN: ISBN 978-972-36-1150-2

A edição em papel das atas está disponível no website da Afrontamento: http://www.edicoesafrontamento.pt

Índice

Volume I

9 Em jeito de prefácio
Helena Rebelo, Coordenadora da organização do IX Congresso da AIL

11 Pedro Telhado Pereira, Reitor da Universidade da Madeira, 2004-2009

12 Elias Torres Feijó, Presidente da AIL em exercício

13 No Funchal, com a lusofonia
Regina Zilberman, Presidente da AIL cessante

15 Intervenção na Sessão de Abertura do IX Congresso da AIL, em representação de sua Excelência, o Senhor Presidente do Governo Regional da Madeira
Francisco Fernandes, Secretário Regional da Educação e Cultura da Região Autónoma da Madeira

17 Universidade, Humanidades, Cultura: novos desafios/novas oportunidades.
Intervenção na Sessão de Encerramento do IX Congresso da AIL
Isabel Pires de Lima, Universidade do Porto

LINGUÍSTICA

Língua portuguesa: migrações e trânsito

29 As locuções adverbiais nos dicionários trilingues seiscentistas portugueses
Amparo Ricós Vidal

41 Contribuição para a análise do ritmo lingüístico das cantigas medievais profanas e religiosas a partir de uma interface Música-Lingüística
Gladis Massini-Cagliari

55 Que coisa complicada, sempre: o Você em Portugal...
Gunther Hammermüller

65 O novo acordo ortográfico e os correctores automáticos
Helena Figueira

79 A denominación senhor nas cantigas de amor de Don Denís
Leticia Eirín García

89 Estudo do sistema ortográfico de documentos manuscritos do século XVII escritos no Brasil
Luciana Mercês Ribeiro

97 Um pouco da história da nasalidade: da ortografia para a fonética
Luiz Carlos Cagliari

109 A terminologia açucareira actual no Atlântico (Madeira, Canárias, Cabo Verde, S. Tomé e Príncipe e Brasil)
Naidea Nunes Nunes

Uma língua, várias culturas: transposições e localizações

123 O jogo enunciativo da interrogação. Diversidade e identidade de perguntas em português europeu
Ana Bela Afonso

131 A estrutura enunciativa dos contos cabo-verdianos
Benjamim Moreira

139 A Real Academia Galega, manipuladora da língua?
Elisardo López Varela

149 A variação na variedade regional madeirense. Aplicação de um teste perceptivo
Helena Rebelo

161 Ernesto Guerra da Cal na dupla estratégia de um acordo ortográfico para a lusofonia e a restauração da língua da Galiza
Joel R. Gômez

173 Lunáticos e desastrados. Percursos lexicais e migrações semânticas na denominação
Maria Celeste Augusto

LITERATURA

Cartografias das diferenças

189 O espazo de sombra do discurso histórico-ficcional identitario (José e os Outros de José-Augusto França e O señor Lugrís e a negra sombra de Luís Rei Núñez)
Alva Martínez Teixeiro

199 Mulheres “naturalmente bem inclinadas” e outras na Peregrinação
Ana Ribeiro

207 Cartas do Campo e da Cidade. LUZIA no seu jogo de identidades
Anne Martina Emonts

215 Herculano e a construção da cultura/literatura nacional
Carlos Manuel Ferreira da Cunha

225 Literaturas de língua portuguesa na era pós-colonial
Claudius Armbruster

233 Das vivências angolanas à diáspora da descolonização. Raúl Fernandes (Farrica) – escritor de emoções e utopismos
Fernando José Monteiro Bessa Rebelo

237 Aplicaçom dos estudos literários à geografia cultural. Estudo das motivaçons culturais do turismo brasileiro e português para visitar a Galiza. O caso do Brasil
Íria Mayer Mayer

245 Tecendo por trás do real a loucura assistida em “A imitação da rosa” de Clarice Lispector e “O aquário” de Maria Judite de Carvalho
Jane Pinheiro de Freitas

253 A (des)construção de mitos nacionais em Lambões de Caçarola, de João Antônio, e em As Naus, de António Lobo Antunes
Luciana Cristina Corrêa

259 Da academia ao negócio. Aplicaçons à empresa da pesquisa em Humanidades
M. Carmen Villarino Pardo

265 Turismo e identidade. As motivações culturais dos visitantes portugueses em relação à Galiza. Primeiras aproximações
Marcos Garcia González

271 Nelson Mandela e Eduardo Mondlane: Discursos do eu ao espelho repartido da diáspora contestatária moderna
Maria Manuela J. C. Araújo

279 Literatura angolana: uma língua, duas culturas
Nyara Chisola Bessa de Figueiredo

283 O discurso contra-hegemônico e o feminino em Jorge Amado
Sandra Sacramento

289 De cruzar o charco a atravessar os Pirineus. Repercussons das mudanças dos fluxos migratórios no campo cultural galeguista (1968-1972)
Vítor Suárez Diaz

Ilhas e continentes: reciprocidades

297 Francisco de Vasconcelos Coutinho – Um poeta madeirense por (re)descobrir
Cidália Maria Baptista Dinis

303 Machim, um herói fundador, ou a polifonia de uma história
Marco Livramento

319 De ilha em ilha
Maria de Lourdes Pereira

327 Um convite para o chá das cinco: Vitorino Nemésio e Emanuel Félix
Maria Natália Ferreira Gomes Thimóteo

Varia

339 «À espera que as palavras cheguem»: sobre a vida e a escrita em António Lobo Antunes
Ana Isabel Moniz

345 “Sentado a esta mesa irei chover também?”. Ekphrasis e de hipertexto (sobre alguns poemas de Vasco Graça Moura)
Diana Pimentel

357 A casa (da) escrita por Herberto Helder
Fernando Figueiredo

361 Imagens de Gonzaga na ficção literária brasileira
Ilca Vieira de Oliveira

369 Relação mãe e filha: um solo feminino de Livia Garcia-Roza
Josélia Rocha

377 A crônica de Cecília Meireles: instantâneos subjetivos em Portugal
Karla Renata Mendes

385 Utopia e distopia na voz de Irene Lucília Andrade
Leonor Martins Coelho

395 Língua Portuguesa: a necessidade da troca, o comércio das identidades e a mestiçagem das influências
Lucia Helena Lopes de Matos

403 Uma língua, várias culturas: a representação da identidade cultural sulbaiana na literatura de Jorge Amado
Maria D’Ajuda Alomba Ribeiro

411 A construción da nación, a destrución da utopía en A Geração da Uutopia
María Jesús Leira Lugrís

421 Gimba e a censura: a chegada do morro carioca aos palcos de Lisboa
Marina de Oliveira

433 “decifra-me ou devoro-te”: Uma escrita oblíqua e dissimulada do crime
Michele Dull Sampaio Beraldo Matter

441 Mário de Andrade, Cecília Meireles e Rubem Braga: Cronistas viajantes do século XX
Raquel Illescas Bueno

451 Entre o sonho quebrado e a realidade vivida. Estados da mulher moçambicana na poesia de Sónia Sultuane
Renata Diaz-Szmidt

461 Safando mistidas, (des)construindo a nação
Robson Dutra

469 Olhares que se (trans)cruzam em O Último Voo do Flamingo
Rosana Cristina Zanelatto Santos

475 A poesia de Herberto Helder: gramática e idioma
Silvana Maria Pessoa de Oliveira

483 Viagens da literatura – Construção do sujeito e do texto na literatura portuguesa contemporânea, sob visão de José Saramago
Vanessa Cardozo Brandão

495 A reflexão sobre o património cultural português nos Cadernos de um Escritor de Fernando Namora
Yana Andreeva

Volume II

CULTURA

Discurso artístico e modernidades

13 A inclusão social a partir da musicalização no ensino básico e a formação de uma orquestra municipal
Aída Cuba de Almada Lima

25 Interdição e reconhecimento da identidade em Os Olhos de Ana Marta, de Alice Vieira
Alice Áurea Penteado Martha

31 Paul Klee e Al Berto: o quadro, a crítica, o poeta e a criança
Ana Margarida Falcão

39 Remate de Males: partituras poéticas
Cristiane Rodrigues de Souza

51 Cores e sons: sinestesias e reciprocidades
Helena Maria da Silva Santana
Maria do Rosário da Silva Santana

59 A pegada francesa en Final de Película, de Gustavo Pernas
Isabel Truan Vereterra

71 O papel das metáforas visuais no discurso artístico e publicitário
Josenia Antunes Vieira

79 A conquista dos palcos: análise das funçons do teatro em Lisboa na segunda metade do século XVIII
Lucia Montenegro Pico

89 A Ilha dos Amores de Paulo Rocha-Luiza Neto Jorge. Relação texto-imagem na escrita de uma epopeia moderna
Manuele Masini

97 Actividade musical na corte portuguesa seiscentista
Maria do Amparo Carvas Monteiro

109 O re-significar do imaginário em grandes navegações
Maria Zilda da Cunha
Maria Auxiliadora Fontana Baseio

121 Brasil e Portugal: intercâmbio e co-laboração modernista
Rosana Gonçalves

131 Literatura/cultura portuguesas na imprensa periódica paulista (1900-1922)
Rosane Gazolla Alves Feitosa

139 De lagartos e sereias: a ficção real de José Saramago e René Magritte
Saulo Gomes Thimóteo

Efemérides

149 “Uma Ilha Além-Mar ou a nostalgia do Paraíso Perdido em Cabral do Nascimento”
Ana Salgueiro Rodrigues

161 A construção imaginária de Portugal e da Polónia na obra dos padres António Vieira e Piotr Skarga (Para uma história de dois messianismos)
Anna Kalewska

175 Memória histórica, identidade nacional e discurso literário na Galiza
Carlos F. Velasco Souto

187 A crítica literária diante do romance de nova feição regionalista (João Guimarães Rosa)
Gunter Karl Pressler

201 Vieira escritor e diplomata
Jayme Ferreira Bueno

211 A Latência sensual consciente da narrativa machadiana
José Linhares Filho

217 Conto de escola: Mérimée em Machado de Assis
Karin L. Hagemann Backes

229 Reencontro com Vieira: o ser na escrita em Inês Pedrosa
Maria Lúcia Wiltshire de Oliveira

237 Ficções do sebastianismo brasileiro. Do Sertão ao Quinto Império
Maria Margarida de Maia Gouveia

245 Brasilíada ou Portugal imune e salvo: a epopeia em tempos de adversidade
Maria Teresa Nascimento

251 Referencias históricas na obra narrativa de Manuel Lugrís Freire
María Vilariño Suárez

263 Grande Sertão: Veredas. Leitura e tradução
Mathieu Dosse

269 A escrita em mosaico: Machado de Assis e as crônicas de A Semana
Osmar Pereira Oliva

281 À força de efemérides. O estudo da produçom científica sobre a ilustraçom na Galiza
Raquel Bello Vázquez

291 Machado de Assis, um ouvidor no Segundo Reinado
Roberto Sarmento Lima

301 A propósito do centenario da morte de Manuel Curros Henríquez: os preconceptos lingüísticos na Galiza
Xosé Ramón Freixeiro Mato

Património cultural e (re)edificação nacional

315 ¡A Besta! e o rexionalismo galego
Amelia Sánchez Pérez

323 Literatura, divulgação e experiência na elaboração de ideias e imagens sobre o outro. Galiza aos olhos brasileiros: primeiros resultados
Antia Cortizas Leira

335 Cultura, belas letras e administração: modalidades de escrita no Brasil colonial
Carlos Eduardo Mendes de Moraes

345 Nacionalizar com mortos, alfabetizar com estrangeiros. Tradiçom, produçom e importaçom em sistemas literários em emergência: o caso galego (1968-1982)
Carlos G. Figueiras

359 A intervenção galeguista de Alfredo Guisado no âmbito da Semana Portuguesa na Galiza (1929)
Carlos Pazos Justo

371 Afonso Lopes Vieira: A Campanha Vicentina e os Serões de Alcobaça na imprensa e na intimidade – ou de como reaportuguesar Portugal, tornando-o europeu...
Cristina Nobre

387 As ditaduras ibéricas do século XX e a memória histórica
Francesca Blockeel

399 Reciprocidades entre Nova Lusitânia e Notícias Curiosas e Necessárias das Cousas do Brasil
José Antonio Andrade de Araújo

405 Portugal, a Europa e a Lusofonia no pensamento estratégico do Padre Manuel Antunes
José Eduardo Franco
Ana Filipa Isidoro da Silva

415 João Ubaldo Ribeiro – o antropofagismo modernista revisitado
Laura Areias

423 Contar as Luzes. Processos de fabricaçom de ideias sobre a ilustraçom na Galiza
Laura Blanco de la Barrera

431 O Rio Grande do Sul em almanaques portugueses do século XIX
Mauro Nicola Póvoas

441 Confeccionar unha bandeira: servir a dúas patrias? O “Batallón Literario” universitario de Santiago frente á invasión francesa de 1808 e a reapropiación españolista vs. galeguista
Paula Fernández Seoane

451 A Madeira durante o primeiro triénio liberal (1820-1823): autonomia, adjacência ou independência?
Paulo Miguel Rodrigues

465 Estratégias de planificaçom cultural no campo editorial (ou das relaçons entre os projectos do fim da ditadura e o mercado do livro na Galiza autonómica)
Roberto López-Iglésias Samartim

473 A Primeira Invasão Francesa na Gazeta de Lisboa de 1808
Rolf Kemmler

487 Florilégios poéticos da língua portuguesa no século XX
Sabrina Sedlmayer

497 D. Francisco Manuel de Melo como fonte do Romanceiro de Garrett ou o aproveitamento romântico da poesia barroca
Sandra Boto

511 A imprensa humorística e satírica na Madeira: o humor de ontem, o Re-Nhau-Nhau, e o humor de hoje, o Garajau e o Furabardos
Thierry Proença dos Santos

 

Capa para Actas do IX Congresso da Associação Internacional de Lusitanistas: Lusofonia: Tempo de Reciprocidades : Universidade da Madeira: 4 a 9 de Agosto de 2008